Tudo sobre importação é aqui!
Whatsapp ➞ (12) 98207-2182

COMO IMPORTAR DOS EUA, DIFERENÇA DE PREÇOS COM O BRASIL E COMO LUCRAR ABSURDAMENTE NA REVENDA

como importar dos eua

Está procurando formas de aprender como importar dos EUA facilmente, apenas utilizando a internet e ganhar descontos nas compras?

Já pensou em usar produtos lançamentos que nem chegam a ser vendidos nas lojas brasileiras e ser destaque entre seus amigos(a)?

Você quer andar bem vestido usando as marcas mais famosas do mundo como Hollister, Abercrombie, Lacoste, Calvin Klein. Ou mesmo perfumes, relógios, eletrônicos, etc. Qualquer um que você deseje com a certeza de ser 100% original?

Pois então está fazendo a coisa certa, garantido!

Os brasileiros estão cada vez mais buscando produtos do exterior pela internet, e os motivos são os benefícios que a importação oferece é claro.

Confira algumas curiosidades encontradas na pesquisa realizada pelo Paypal sobre os consumidores “cross-border” (compram em sites estrangeiros).

66% das pessoas que aprendem como importar dos EUA e fazem, afirmam que a qualidade é o principal motivo para fechar pedido;

65% confiam que os produtos americanos são originais;

65% Compram buscando novidades lançadas por lá.

As lojas americanas garantem a autenticidade do produto ou seu dinheiro de volta. Muito diferente do Brasil onde as réplicas são misturadas com os originais e vendidos normalmente sem que ninguém perceba.

Além disso, eles enviam a nota fiscal oficial da marca escrita em inglês! Quer prova maior que essa?

Continue lendo para saber mais.

 

COMO IMPORTAR DOS EUA LEGALMENTE


como importar dos eua

Importar produtos é um processo totalmente legal pela lei brasileira contanto que respeitemos as regras de tributação. Todos os produtos do exterior passarão por fiscalização ao entrar aqui e podem ou não ser taxados em 60%, é uma questão de sorte!

Eu sei que a palavra imposto assusta muita gente, mas faz parte e não dá para escapar! Se você está aqui buscando formas de como importar dos EUA, espero que isso fique bem claro.

“Se tá na chuva é pra se molhar”

O governo ganha em cima de tudo e ninguém vai mudar isto mas, não se preocupe porque também não é um bicho de sete cabeças.

Aqui vão algumas dicas simples para diminuir as chances de tributação:

 

Compre em pequenas quantidades

Compre pequenas quantidades para não chamar tanta atenção. A alfândega prestará muito mais atenção se a sua caixa ou pacote for enorme, pesado ou cheio de letreiros da marca.

Para evitar isso, existe uma empresa de redirecionamento que retira todos os logos e coloca seu produto em caixas menores. Reduzindo assim drasticamente as chances de imposto já que será uma caixa mais discreta que as outras.

 

Não queira ser o espertinho(a)

Ao aprender como importar dos EUA, você também saberá preencher uma declaração aduaneira. É um documento 100% digital onde é colocado o valor total do pacote e serve como autorização para seu produto entrar no Brasil!

Existem muitos por aí querendo dar uma de esperto digitando valores muito abaixo do normal para evitar tributos, é aí que mora o perigo!

Na hora do recebimento, se os agentes alfandegários desconfiarem vão abrir a caixa e se notarem a “falcatrua”, jogarão um valor até maior que o normal 60% (que já é alto).

Se isso acontecer e você não concordar, terá que recorrer da decisão e isso gastará mais tempo ainda.

Eu nunca recomendarei colocar preços abaixo do verdadeiro, isso é desonestidade! Mas se você fizer então que seja só um pouco e não valores absurdos.

 

Conheça os limites de importação

A importação brasileira permite às pessoas físicas comprarem até 3000 dólares do exterior para liberar a mercadoria simplesmente pelo importa fácil dos correios.

Mas compre pouco e sempre para não levantar suspeita de revenda se o seu negócio ainda não é regularizado. No caso de aumentar um pouco os pedidos envie para endereços diferentes, em nomes de outras pessoas, enfim.

Você não precisa encher seu guarda roupas da noite para o dia, vá devagar!

“de grão em grão a galinha enche o papo”

 

COMO IMPORTAR PARA REVENDER


como importar dos eua

O Brasil passa pela maior crise de sua história, são cerca de 14 milhões de desempregados e esse número que já é alto não para de subir. Ele cresceu para 13,7% no primeiro trimestre de 2017 segundo uma pesquisa feita pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e estatística).

Com esses dados assustadores o comércio informal cresce no país. São os vendedores ambulantes, vendas em casa, etc. E aprender como importar dos EUA pode ser uma ótima opção para salvar suas dívidas revendendo os produtos.

Confira essa comparação no preço das roupas BRASIL X EUA:

Brasil

como importar dos eua

 

EUA

como importar dos eua

O lucro para a revenda de uma camisa é alto já contando os impostos de 60% e frete. Para se planejar antes de fazer uma importação e saber exatamente sua margem, calcule tudo no site tributado. Ele é simples e faz todas as contas automaticamente, assim você não precisa fazer nenhum esforço.

Acesse: tributado.net

Pensando em melhorar ainda mais, eu separei 5 dicas poderosas para ajudar você:

 

1# Dica poderosa – escolha um fornecedor de confiança

Existem centenas de lojas americanas entregando no Brasil. Você deve achar uma que mais atenda as suas necessidades na hora de descobrir como importar dos EUA.

Eu sempre recomendo a Amazon por que ela é a melhor, mais completa e confiável do mundo para fazer pedidos internacionais. O único problema é que não entregam todos os produtos para o nosso país, apenas alguns.

Para isso você deve contratar a Shipito, ganhar três endereços diferentes nos Estados Unidos para enviar suas mercadorias e mandar para o Brasil.

Uma outra vantagem é que eles aceitam pagamentos por cartões de crédito comuns e virtuais.

Se você não conhece ainda, o Ebanx permite comprar na maioria dos sites americanos e pagar por boleto bancário facilmente, sem comprovar renda, sem precisar de nome limpo, sem burocracia.

Saiba mais sobre esse método de pagamento fantástico que está mudando a forma de importar produtos do exterior.

Leia também: Conta Ebanx, o Método Revolucionário Que está Mudando a Forma De Importar Produtos

 

2# Dica poderosa – procure os clientes certos

Conhecer o perfil dos compradores é essencial para o sucesso nas vendas! Aqui no Brasil não é difícil identificar os gostos, nós damos preferência para praticamente qualquer produto americano.

É só sair nas ruas para ver um monte de gente usando camisas piratas da Hollister, Lacoste, Etc. Nas músicas falando dos perfumes Calvin Klein, 212, Ferrari Black e outros.

O brasileiro ama ostentar marcas estrangeiras, se você trabalhar revendendo exatamente o que as pessoas desejam, com certeza vai se dar bem!

 

3# Dica poderosa – nunca venda fiado

Você quer mandar seu pequeno negócio para o ralo? Então venda fiado!

As pessoas sempre vão vim com a mesma desculpa: “No dia do pagamento eu acerto”, “Pode passar aqui dia 5 que tá na mão”, “É só dessa vez”, etc…

São centenas de argumentos, mas já aviso que isso é problema! Podemos perceber claramente ao entrar em pequenos estabelecimentos com aquela placa enorme “Fiado só amanhã”.

Os comerciantes já sabem que não funciona e é certeza de calotes. O cliente sempre esquece combinado, gasta o dinheiro, pagam outras dívidas mais urgentes, enfim.

São vários motivos para não vender a prazo para ninguém. E hoje em dia todo mundo tem cartão de crédito! Se quiser mesmo vender a prazo, compre uma maquininha da Pagseguro (ou qualquer outra) e parcele no cartão.

Desse jeito você não precisa se preocupar em ficar correndo atrás para receber. Isto porque se o caloteiro não pagar, o banco vai encher ele de juros.

 

4# Dica poderosa – tenha uma planilha para controlar os gastos

Um levantamento da CNC feito em fevereiro de 2016 descobriu que o cartão de crédito é a dívida número um de 78% das famílias brasileiras. Ao emprestarmos dinheiro do banco, eles cobram juros absurdos!

Por esse motivo, recomendo controlar seus gastos usando uma planilha nos negócios e vida pessoal também.

Faça anotações de tudo que entra e sai para manter a ordem e nunca precisar usar cartão de crédito, pedir para instituições financeiras, agiotas, enfim.

Pegar dinheiro emprestado é ruim demais e você não tem sossego depois com as cobranças!

Voltando para o assunto de como importar dos EUA, registre o investimento total inicial, coloque sua margem e sempre dedique um tempo ao fluxo de caixa (ganhos – gastos).

Monte uma planilha que atenda as suas necessidades e mantenha a disciplina, garanto que esses hábitos vão mudar sua vida pessoal e profissional!

 

5# Dica poderosa – Reinvista em mercadorias

Você sabia que mais da metade das empresas abertas no Brasil fecham as portas nos primeiros quatro anos de vida? Esse estudo foi mostrado pelo IBGE em 2015. Para se ter uma ideia, das 694 mil empresas abertas em 2009 só duraram até 2013 cerca de 47,5%.

Isso significa que mais de 158 mil fecharam no segundo ano e o principal motivo: falta de planejamento financeiro e gastos excessivos com supérfluos pessoais (troca de carro, viagens, celulares, etc).

Eu sei que você deve estar pensando assim: “Ah mas isso é só para empresas, eu só vou vender para amigos”!

Não importa se é em grande ou pequena escala, a base do negócio é a mesma:

▸Investe em mercadorias;

▸Coloca sua margem de lucro para revenda;

▸Vende;

▸Retira os custos investidos;

▸Reinveste para manter a coisa funcionando.

 

Faça isso e é garantia de sucesso no seu empreendimento, seja ele grande ou pequeno!

 

Conclusão


Só tem duas formas de aprender como importar dos EUA, a primeira é tentar fazer tudo sozinho, quebrar a cara várias vezes até acertar e ir melhorando aos poucos.

A segunda seria com quem sabe de verdade, uma pessoa experiente que faz isso a muitos anos e pode dar os passos certos que funcionam e nada mais.

Existe um método passo a passo que ensina apenas utilizando a internet e um computador simples. Ele já ajudou mais de 18 mil alunos no Brasil e você pode ser o próximo(a)!

Faça o seguinte agora: clique no link abaixo e assista o vídeo grátis do Filipe para saber mais.

>>> Assistir Vídeo Grátis <<<