Tudo sobre importação é aqui!
Whatsapp ➞ (12) 98207-2182

IMPOSTO DE IMPORTAÇÃO, DESCUBRA O QUE AS PESSOAS AINDA NÃO SABEM E O NOME DE CADA UM DELES

imposto de importação

Importar produtos do exterior vem se tornando cada vez mais comum na vida dos brasileiros. Especialmente pela internet em sites como Aliexpress, Amazon, Ebay e outros. Mas você sabe como funciona o imposto de importação?

Não pense que é só entrar no site estrangeiro, fazer seu pedido e receber no Brasil pagando aqueles valores baixíssimos. Se fosse assim, nossa economia iria quebrar!

Para importar produtos de qualquer site americano, chinês, europeu, etc. É importante você saber também quais impostos vai pagar, como será notificado sobre eles e todo o resto do processo.

É por isso que eu venho trazer tudo que você precisa nesse artigo fantástico. Leia mais para descobrir:

Tudo sobre os impostos de importação que pagamos ao governo brasileiro (IOF, IPI e talvez ICMS), como amenizara situação e recorrer;

▸A lei dos 50 ou 100 dólares? Qual é a que vale de verdade?;

▸Lista completa com os produtos isentos;

▸Como importar pela internet, usar os personais shoppers;

▸Como importar sem pagar imposto, verdade ou mito?

E muito, muito mais, acompanhe o artigo até o fim e fique por dentro.

 

QUAL IMPOSTO DE IMPORTAÇÃO PAGAMOS PARA O GOVERNO?

Os impostos obrigatórios para importadores, são esses três: IOF, IPI e talvez ICMS se usar empresas de Courrier. Eles serão cobrados igualmente de qualquer país do mundo, por exemplo: Não importa se o e-commerce é da China, Estados Unidos, Japão, Austrália, Alemanha, Itália, enfim.

Ao entrar em nosso país, todos eles vão ser colocados na ficha. Confira aqui embaixo um pouco mais sobre cada um:

 

IOF – Imposto sobre Operações Financeiras

Esse é cobrado sempre que realizamos uma operação internacional de crédito em nosso cartão, operações de câmbio e títulos imobiliários. Ao usa-lo, o governo pode ter uma noção de como andam os gastos com crédito no país.

Com isso fica muito mais simples aumentar ou diminuir o nosso imposto de importação. Tudo vai depender da situação econômica do país, o quanto estamos comprando e alguns outros motivos.

O IOF também pode ser alterado sem nenhuma aprovação no congresso, isso deixa os brasileiros mais doidos ainda porque a palavra “Aumentar o imposto” assusta qualquer um! Seus valores exatos são:

Cartão de crédito – a taxa será de 6,38% para pedidos no exterior.

Câmbio – na hora de comprar dólares para usar em sites internacionais, você pagará 0,38% a mais.

Dica: Ao usar os serviços da Ebanx Dollar Card serão cobrados só os 0,38%. Isso porque está fazendo uma operação de câmbio em carteira digital. Diferente de quando usa o cartão comum dos bancos que trabalham com 6,38%.

Leia também: Conta Ebanx, o método revolucionário que está mudando a forma de importar produtos

 

IPI – Imposto sobre Produtos Industrializados

Esse é para qualquer produto que sai de uma fábrica, sejam os nacionais ou importados e sua base de cálculo muda dependendo da mercadoria.

No caso de importados, existe uma tabela para taxar cada um. Porém se você não tem um despachante aduaneiro e precisa utilizar os serviços dos Correios, eles cobrarão o valor máximo de 60% para fazer o trabalho.

 

ICMS – Imposto sobre circulação de mercadorias e serviços

Esse vale somente para dentro dos estados brasileiros, cada um tem o seu e a média está entre 16 e 19%. Para alguns estados é a sua principal renda.

O imposto de importação ICMS funciona assim: depois que seu pacote sofreu as taxas de IOF e IPI, o ICMS vem em cima deles. É taxa em cima do imposto!

Dica: Não se preocupe, só pagamos ICMS quando usamos empresas de Courrier como FEDEX, TNT, DHL
e outras. Ele não se aplica aos fretes comuns!

Leia também: Empresas de Courrier

Confira o ICMS de cada estados brasileiro:

▸Acre – 17%
Alagoas – 18%
Amazonas – 18%
Amapá – 18%
Bahia – 18%
Ceará – 18%
Distrito Federal – 18%
Espírito Santo – 17%
Goiás -17%
Maranhão – 18%
Mato Grosso – 17%
Mato Grosso do Sul – 17%
Minas Gerais – 18%
Pará – 17%
Paraíba – 18%
Paraná – 18%;
Pernambuco – 18%
Piauí – 18%;
Rio Grande do Norte – 18%
Rio Grande do Sul – 18%
Rio de Janeiro – 20%
Rondônia – 17,5%
Roraima – 17%
Santa Catarina – 17%
São Paulo – 18%
Sergipe – 18%
Tocantins – 18%

Os impostos são muito importantes para não quebrar a economia do Brasil. Imagina só as mercadorias passando sem nenhum tributo! As empresas nacionais fechariam as portas e o desemprego seria absurdo.

 

Lei dos “Até 50 Dólares não paga impostos”

As mercadorias compradas no exterior custando até 50 dólares, são livre de impostos! Mas aqui vem um detalhe importante, essas encomendas têm que ser enviadas de pessoa física para pessoa física.

No entanto, se uma empresa (pessoa jurídica) envia mesmo custando 1 dólar, a compra já pode ser tributada!

Muitos usam o jeitinho brasileiro para burlar a lei. Eles fazem isso pedindo para que a empresa americana escreva falsamente na nota fiscal que é pessoa física e, quando a encomenda chega por aqui, não tem como a alfândega ir atrás para saber a verdade.

Alguns outros falam que a regra vale para encomendas até $ 100.00 (cem dólares). No caso de acontecer com você, comprou uma mercadoria abaixo de U$ 100 e foi taxado, recorra do imposto assim que receber a carta dos correios em sua casa.

Muitos juízes decretaram que as encomendas abaixo de 100 dólares passariam sem imposto (de pessoa física para pessoa física). A verdade é que essa lei já existe a muitos anos, mas você só consegue ganhar se recorrer da decisão anexando a cópia e fazendo o processo corretamente.

Se fizer como a maioria das pessoas, deixar para lá e contar com a sorte, eles irão taxar mesmo.

Confira essa lei no site oficial do ministério da fazenda: Limite de isenção em remessas de pequeno valor é de US$ 50,00

Importante: o limite para compras pela internet é de até 3 mil dólares.

 

Produtos livres de qualquer taxa

Aqui vai uma lista de produtos que não sofrem nenhum tipo de imposto de importação. Isso vale mesmo que seja de empresa para pessoas comuns.

▸Medicamentos;

▸Livros;

▸Revistas;

▸Jornais;

▸Periódicos;

▸Amostras de produtos sem fins lucrativos.

Importante: Os medicamentos devem ser retirados com apresentação de receita médica.

Quando você importa pela internet e a sua mercadoria sofre tributação, você sabe todo o procedimento para retirar? Sabe recorrer de abusos por parte da alfândega? Conhece os Personais Shoppers que moram nos EUA e enviam compras para o Brasil?

Continue lendo para saber mais.

 

IMPORTANDO PELA INTERNET, TUDO SOBRE AS TAXAS AO COMPRAR NESSA MARAVILHOSA FERRAMENTA

imposto de importação

A internet está ganhando cada vez mais espaço no mundo moderno. Dificilmente vemos pessoas que não fazem suas compras internacionais na China ou Estados Unidos hoje em dia.

Os sites mais comuns para os brasileiros importarem são:

Aliexpress (o mais usado);
▸Amazon;
▸Ebay.

Também podemos importar através de Personais Shoppers. Esses profissionais são pessoas (brasileiros) que moram nos EUA ou em outros países, fazem compras em lojas físicas e enviam para nós.

Eles ganham comissão sobre o valor do produto, fazem estoque dentro de suas casas, tiram fotos e vendem pelo Facebook e fóruns na internet.

É uma alternativa e tanto, desse jeito não precisamos fazer nada além de escolher, pagar e aguardar chegar de um modo simples.

Para encontra-los, procure nos melhores fóruns do Brasil: Importe Sim e Importa BR 

Dica: para calcular o imposto de importação inteiro antes de fazer seu pedido, recomendo a você que use uma ferramenta muito interessante, o tributado.net

Com ele podemos descobrir o valor total das taxas antes mesmo de comprar. Isso é ótimo para fazer o planejamento financeiro antes de colocar a mão no bolso!

 

Retirando encomenda tributada nos correios

Quando somos taxados acontece o seguinte: chega para nós uma carta dos correios informando que o pacote está na agência mais próxima. Eles pedem para ir pessoalmente até lá e retirar a mercadoria.

Nós podemos também autorizar outra pessoa a fazer esse “favorsinho”, para isso é só escrever o nome dela na carta, RG e os meus dados também.

Assim que chegar à agência dos correios, você terá que ter em mãos esse documento assinado e o valor do imposto (já informado na nota) para a retirada. Eles cobram R$ 12,00 para fazer esse tipo de trabalho.

Além de pagar todos os impostos, a gente ainda precisa pagar para os correios!

Importante: Existe um prazo para retirar a compra, se ultrapassar, a mercadoria será devolvida à loja estrangeira.

 

Como recorrer do imposto de importação

É normal ficar assustado com o valor do imposto de importação, isso porque tem certos casos em que eles abusam da nossa “má vontade” de pagar.

Sempre quando suspeitam que você está mentindo sobre o valor real do produto, eles colocam taxas muito mais altas que as normais.

Se isso acontecer, você poderá recorrer simplesmente baixando uma ficha igual a essa abaixo e levando à agência mais próxima de sua residência (normalmente para onde eles mandam a compra). Faça isso assim que a carta chegar avisando sobre a taxação!

imposto de importação

A funcionaria irá carimbar o documento, logo depois envie um email para a agência que recebeu seu pacote no Brasil.

É uma dessas três aqui embaixo:

Curitiba: revisao-cta@correios.com.br
Rio de Janeiro: revisao-rj@correios.com.br
São Paulo: revisao-sp@correios.com.br

Anexe todos os documentos da compra, comprovante de pagamento ao email: boleto, código de rastreio, enfim. Quanto mais documentos enviar, melhor será!

Algumas dicas para digitalizar o documento:

▸Tamanho máximo de 1MB. Se estender deverá ser compactado;
▸Serão aceitas apenas as extensões de imagens PNG, PDF e JPEG;
▸É proibido compactar arquivos com extensões executáveis (.EXE, .PHP);
▸Somente arquivos em preto e branco e legíveis;
▸A linha de assunto deverá ser “Revisão de tributo + código de rastreio “AB123456789CD”.

Logo depois de fazer todo o procedimento, sua encomenda voltará para receita federal e é só aguardar a decisão deles. Se for aceito, você se deu bem, caso contrário, pagará normalmente os 60% a mais.

Importante: Não existe esse negócio de pagar para depois dar início ao processo, recorra da decisão sem colocar a mão no bolso para nada e espere. Outra coisa, a encomenda tem que estar fechada assim como chegou, nunca abra para depois pedir revisão. Se fizer, eles não vão aceitar!

 

Viagens de automóvel para o Paraguai e outros países

No Brasil é comum as pessoas viajarem para o Paraguai e países latinos. Algumas tem lojas e revendem, outras fazem excursões, existem também os aventureiros que fazem por esporte, enfim.

Não importa o jeito como importamos, sempre iremos pagar tributos ao governo!

O limite para turistas que viajam de automóvel é de U$ 300.00 (trezentos dólares). Se a mercadoria exceder esse valor, o viajante terá que pagar 50% a mais sobre o valor que ultrapassou.

Por exemplo, a mercadoria somada fica em 500 dólares (200 a mais que o limite), os 50% serão em cima desses duzentos. O preço total do imposto fica em 100 dólares.

 

Viagens aéreas ou marítimas

As viagens aéreas e marítimas também são muito comuns. Muita gente gosta de ir para o exterior e fazer compras para trazer de lembrança.

No entanto, nesse caso também temos que pagar imposto de importação. O valor máximo é de U$ 500.00 e se ultrapassar, também será cobrado uma taxa de 50% sobre o valor assim como nas viagens terrestres.

Nos dois casos só serão permitidos trazer bens de uso pessoal, não podemos fazer compras muito grandes que mostrem descaradamente a intenção de revender no Brasil.

Importante: Não minta na hora de informar o preço, se fizer isso, uma multa de 50% a mais será cobrada em cima de seus produtos (fora os impostos).

 

COMO IMPORTAR SEM PAGAR IMPOSTOS, VERDADE OU MITO?

Muitas mercadorias que compramos do exterior, passam pela alfândega sem tributos, outras são taxadas e algumas liberadas sem tributação.

É possível comprar e receber sem imposto de importação, mas é uma questão de sorte!

Ao consultar a compra no site dos correios pelo código de rastreio, todos os dados irão aparecer.

imposto de importação

Muitas encomendas que comprei passaram sem tributação, outras não. É claro que em nenhuma das vezes eu gostei disso, mas também é uma coisa impossível de ser evitada.

O único jeito de não pagar seria comprando em lojas que enviam como pessoa física e declarando um valor abaixo de U$ 50.00 na nota fiscal. Elas mascaram sua identidade como empresa e despacham sua compra como pessoas comuns.

Isso é errado, mas tem muita gente que gosta e usa esse método. Eu particularmente não e muito menos recomendo. No entanto, se você quiser…

Já importou alguma coisa do exterior usando a internet, viajem de carro, navio ou avião? Conhece alguém que fez? Compartilha com a gente nos comentários aqui embaixo, sua participação é muito importante para nós.

Você não precisa fazer anotações. Se for importante, você se lembrará.

– Steve Jobs

 

Amazon Estados Unidos

Deixe uma resposta